Início

Fabiana Beltrame sempre gostou de esportes, mas nunca pensou em ser atleta. Até que em 1997, ela viu os atletas da cidade treinando na beira mar norte, em Florianópolis e decidiu experimentar. Entrou no Clube Náutico Francisco Martinelli e o momento em que deu as primeiras remadas, Fabiana as apaixonou por esse esporte.

Apenas alguns meses depois de iniciar a prática, já competiu sua primeira regata estadual e ficou em segundo lugar. Depois de mais alguns campeonatos regionais, competiu seu primeiro Troféu Brasil em 1999, vencendo duas provas. Naquele momento percebeu que queria ser uma atleta profissional e começou a sonhar mais alto.

Sua primeira competição pela seleção brasileira, foi o Campeonato Sul Americano em Lima, no Peru, em 2001, quando ganhou uma medalha de prata e uma de bronze. E deste ano até 2016, quando se aposentou das raias, teve o orgulho de representar o país em muitas competições.

Palestrante Fabiana Beltrame

Títulos:

– 32 vezes campeã brasileira

– 9 vezes campeã sul americana

– Medalha de bronze na Copa do Mundo de Lucerna 2010

– Medalha de ouro na Copa do Mundo de Hamburgo 2011

– Campeã Mundial na Eslovênia 2011

– Medalha de prata nos Jogos Pan Americanos de Guadalajara 2011

– Medalha de bronze na Copa do Mundo de Ethon 2013

– Medalha de ouro na Copa do Mundo de Lucerna 2013

– Medalha de ouro na Copa do Mundo de Bled em 2015

– Medalha de prata na Copa do Mundo de Varese em 2015

– Medalha de prata nos Jogos Pan Americanos de Toronto 2015

– Eleita 10 vezes a melhor remadora do país pelo Comitê Olímpico Brasileiro

Conquistas inéditas

Fabiana foi uma pioneira do remo no Brasil, conquistando vários títulos inéditos. Seu primeiro grande feito, foi ser a primeira remadora brasileira a competir em Jogos Olímpicos, em Atenas 2004. Participou de mais duas olimpíadas, Pequim 2008 e Londres 2016.

Em 2010, Fabiana ganhou a primeira medalha do remo feminino em uma Copa do Mundo. O bronze em Lucerna, na Suíça, que foi muito comemorado por todos, especialmente por que foi apenas 10 meses após dar a luz a sua filha Alice.

No ano seguinte, na presença de sua família, conquistou mais uma medalha inédita, o ouro na Copa do Mundo de Hamburgo. Alguns meses depois, veio o título que a consagraria como a maior remadora do país, o ouro no Campeonato Mundial em Bled, na Eslovênia. Quem assistiu lembra da bela imagem de Fabiana, no lugar mais alto do pódio, com sua filha Alice no colo.

Nesse mesmo ano, Fabiana ainda conquistou a primeira medalha de remo feminino em Jogos Pan Americanos, a prata em Guadalajara 2011.

Clubes:

1997 a 2005 – Clube Náutico Francisco Martinelli

2005 a 2010 – Club de Regatas Vasco da Gama

2010 a 2014 – Clube de Regatas do Flamengo

2014 a 2016 – Club de Regatas Vasco da Gama